Jorgenses ORGULHOSOS de preservar a Raça Bovina do Ramo Grande – Ilha de São Jorge (c/ vídeo)

Ramo Grande

Na Ilha de São Jorge durante a última década, a criação e preservação de Bovinos da Raça Ramo Grande tem sido uma realidade. (O gado vermelho, como é conhecido).

Nos Cortejos Etnográficos dos Bodos de Leite de Santo Antão, Vila do Topo e São Tomé, bem como no Norte Pequeno, são bem a demonstração pública do quanto se tem investido na manutenção deste património.

Por altura das Festas do Divino Espírito Santo, é ver os Carros das Bandeiras nas freguesias de Rosais e Velas (Beira), Urzelina e Manadas, a serem puxados por Bois da raça do Ramo Grande.

No passado dia 18 do corrente mês de agosto, decorreu na freguesia do Norte Pequeno, mais um Cortejo Etnográfico com 26 carros de bois, puxados por (vacas, gueixos e bois).

O Info-Fajãs esteve presente em reportagem e falou com aqueles que lidam e vivem diretamente o dia-a-dia com estes animais.

Nas conversas (entrevistas) nota-se um sentimento de cumplicidade e carinho, como se os animais fossem “quase” família.

Imagem, reportagem e texto – Mark Marques

Info-Fajãs – 22.08.2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *