ERMIDA DA FAJÃ DE SÃO JOÃO BAPTISTA – “Retalhos Soltos” para a História do Concelho da Calheta (II)- (Paulo Teixeira)

ERMIDA DA FAJÃ DE SÃO JOÃO BAPTISTA – “Retalhos Soltos” para a História do Concelho da Calheta (II)- (Paulo Teixeira)

A opção deste retalho recai sobre a Ermida de São João Baptista, porque se trata de um monumento de 400 anos, com referência aproximada ao ano de 1618, cuja data de construção é significativamente anterior à data de reconstrução que...
read more
“Retalhos Soltos” para a História do Concelho da Calheta – O primeiro chafariz da Ilha de São Jorge

“Retalhos Soltos” para a História do Concelho da Calheta – O primeiro chafariz da Ilha de São Jorge

Resolvi começar um conjunto de publicações que não obedecem a um tema especifico; não obedecem a um espaço temporal, nem sequer a uma sequência definida; não obedecem a uma agenda – mas que tem por finalidade partilhar “retalhos soltos” da...
read more
A ILHA DE SÃO JORGE E O “SEU QUEIJO” (Opinião – Regina Cunha)

A ILHA DE SÃO JORGE E O “SEU QUEIJO” (Opinião – Regina Cunha)

Numa ilha sem jornais, em que as notícias só chegam “parcialmente” pela RDP/A, ou pela RTP/A, e em que são poucas as pessoas preparadas para defenderem as que são sãs e com boas intenções dos malabarismos criados nas últimas décadas...
read more
Num mundo de “likes” e satisfação imediata, há que agir em matéria de álcool e jovens. (Opinião – Mónica Rocha)

Num mundo de “likes” e satisfação imediata, há que agir em matéria de álcool e jovens. (Opinião – Mónica Rocha)

Nestas datas festivas, nacionais ou importadas, entre Halloween, Pão por Deus e São Martinho, assiste-se a um entusiasmo que aquece estes primeiros dias de frio outonal. Em ambiente de festa é natural libertarmo-nos e cedermos a alguns dos prazeres mundanos...
read more
PRESERVAR COM “SENSIBILIDADE E BOM SENSO” – (ARTIGO DE OPINIÃO – José Goulart Teixeira) (c/ reportagem fotográfica do próprio))

PRESERVAR COM “SENSIBILIDADE E BOM SENSO” – (ARTIGO DE OPINIÃO – José Goulart Teixeira) (c/ reportagem fotográfica do próprio))

Como frequentador assíduo da Caldeira de Santo Cristo, é com profunda indignação que assisto à degradação deste recanto, que a cada dia que passa, parece-me mais distante do lugar paradisíaco que tanto se publicita nos mais variados meios. As autoridad...
read more
A ILHA DE JORGE E AS SUAS FAJÃS (Opinião – Regina Cunha)

A ILHA DE JORGE E AS SUAS FAJÃS (Opinião – Regina Cunha)

Quando se cita a Ilha de S. Jorge, a palavra “fajãs” encontra-se sempre presente. Porque são fruto da sua geomorfologia e marca das suas tragédias. Consideradas locais emblemáticos, mostram como foi possível ao homem adaptar-se a espaços tão...
read more
AVISOS, ALARMES E ALARIDOS – ESTEJAM ATENTOS À PROTEÇÃO CIVIL…..O RESTO É SENSACIONALISMO E BLÁ BLÁ BLA´……

AVISOS, ALARMES E ALARIDOS – ESTEJAM ATENTOS À PROTEÇÃO CIVIL…..O RESTO É SENSACIONALISMO E BLÁ BLÁ BLA´……

Vem este título a propósito de que todos anos por esta altura do ano (Agosto e Setembro) em alguns órgãos de comunicação social, e alguns cibernautas nas redes sociais publicam as mais diversas (des) informações, cada qual querendo ser o...
read more
REBUÇADOS SIMPSON – (Opinião – Aires Reis)

REBUÇADOS SIMPSON – (Opinião – Aires Reis)

O que diriam os Terceirenses se lhes oferecessem um rebuçado para compensá-los da falta de ligações aéreas com Lisboa? Ou os Micaelenses, se lhes retirassem o estacionamento dos aviões da SATA mas, em compensação, oferecessem uma viagem extraordinária...
read more
A UNIÃO FAZ A FORÇA – (Opinião – Luís Garcia)

A UNIÃO FAZ A FORÇA – (Opinião – Luís Garcia)

Num período relativamente curto várias centenas de Faialenses saíram à rua, por duas vezes, para manifestar a sua insatisfação com as acessibilidades aéreas e, sobretudo, para exigir mais respeito pela sua ilha. Saúdo os que tiveram coragem e disponibi...
read more
ESTAREMOS A DAR A EXIGIDA SOLIDEZ AO SECTOR DO TURISMO NOS AÇORES? (Opinião – António Lopes Gomes)

ESTAREMOS A DAR A EXIGIDA SOLIDEZ AO SECTOR DO TURISMO NOS AÇORES? (Opinião – António Lopes Gomes)

Impelido pela minha ansiedade ainda hoje confronto-me com esta interrogação – qual a melhor porta de entrada que potencie o desejável fluxo turístico no Grupo Central? Esta interpelação faço-a há quase duas décadas e numa derradeira insistência...
read more