Deputado André Rodrigues acusa deputados da oposição de votarem contra investimento de mais de 51 Milhões de Euros para a Ilha de São Jorge

unnamed

Os Deputados da oposição, do PSD e do CDS-PP, votaram contra o Plano Regional Anual para o ano de 2018, que prevê um investimento público no valor de 51,6 milhões de euros na ilha de São Jorge.

 

Para André Rodrigues, deputado do Grupo Parlamentar do PS/Açores, “a manutenção de valores de investimento público consideráveis, e acima dos 50 milhões de euros, é bem demonstrativa da importância e da atenção que o Governo Regional dos Açores tem dado à Ilha de São Jorge”.

 

O deputado socialista considera que com o seu voto contra, os deputados da oposição são contra a realização de investimentos em infraestruturas agrícolas e florestais; da certificação do matadouro; da construção do Entreposto Frigorífico de Velas; da requalificação do Porto do Topo; da construção da Escola Básica e Secundária da Calheta; a construção do Museu Francisco de Lacerda; da reabilitação do Centro de Saúde Velas; da reabilitação do Centro de Saúde da Calheta; do porto comercial e gare marítima das velas; da rampa Ro-Ro do porto da Calheta; da reabilitação da E.R. Ribeira do Almeida – Aeroporto; da selagem e requalificação dos aterros sanitários de São Jorge; da recuperação dos trilhos e infraestruturas de apoio da Fajã da Caldeira de Santo Cristo; da eletrificação Fajã da Caldeira de Santo Cristo e da elaboração dos planos de ação e gestão da Reserva da Biosfera e do Parque Natural de Ilha;

 

“A aprovação do Plano e Orçamento de 2018, por parte do Grupo Parlamentar do PS, permitirá a concretização de investimentos importantes e estruturantes para o desenvolvimento da Ilha de São Jorge, e permitirá, em conjunto com os jorgenses, ultrapassar os desafios do presente e do futuro”, afirmou André Rodrigues.

 

Nesse sentido, acrescenta que “o Plano de 2018 é mais um contributo decisivo para que o Partido Socialista e o Governo dos Açores cumpram os seus compromissos para com os jorgenses, para bem do futuro de São Jorge”.

 

“O Partido Socialista continuará determinado em manter um quadro político e socioeconómico equilibrado, que conjuga uma política de investimento público com o equilíbrio das nossas contas públicas e com os impostos mais baixos do país.

 

Este quadro político permite manter e reforçar as políticas de criação de emprego, ao mesmo tempo que se mantêm as medidas de apoio às famílias e empresas”, finaliza André Rodrigues.

 

GPPS/ Mark Marques | Info-Fajãs

 

08.12.2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *