IPMA admite falhanço nas previsões e a culpa será dos modelos (Açores)

16806687_1653920704624070_5486365785838304071_n

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) admite ter falhado nas previsões de agitação marítima para os Açores. Na terça-feira, registaram-se ondas de 13 metros, que fizeram vários estragos na ilha do Pico e obrigaram ao encerramento do porto.

“A nossa previsão tinha ondas máximas de cinco metros. Os modelos indicavam isso, portanto, em princípio, foi uma falha dos modelos”, afirma à Renascença Patrícia Navarro, da delegação do IPMA dos Açores.

Esta quarta-feira serão avaliados os estragos provocados pelo mau tempo na ilha. O secretário regional das Obras Públicas, Vítor Fraga, visita o local e diz à Renascença que já tinha alertado para a eventual falha nas previsões.

Vítor Fraga encontra-se esta quarta-feira, na ilha do Pico, com numa equipa de técnicos, preparada para fazer o levantamento dos estragos.

Um dos alvos das ondas foi o Cella Bar, distinguido pelo site de arquitectura ArchDaily como o mais bonito do mundo. Ficou parcialmente destruído, mas o proprietário, Fábio Matos, garante que a estrutura está intacta.

RR/ Mark Marques | Info-Fajãs

Foto: David Rodrigues

28.02.2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *