EURODEPUTADO RICARDO SERRÃO SANTOS EM REUNIÕES COM AGRICULTORES, EMPRESÁRIOS E PESCADORES – Ilha de São Jorge

SAOJORGE1

O eurodeputado Ricardo Serrão Santos visitou a ilha de São Jorge. Em declarações aos jornalistas no final da visita fez um balanço “bastante positivo” da sua actividade no parlamento europeu ao longo do último ano. Destacou o trabalho realizado em defesa do POSEI, no apoio à modernização da pesca e o Centro de Investigação dos Açores – AIR – como principais temas deste ano.

Para o socialista o facto de na Agricultura ter sido possível afirmar a importância do POSEI, havendo, agora, melhores perspectivas sendo hoje, mais possível pensar num reforço quando chegou a temer-se que este programa estaria sob alguma pressão para ser reduzido ou abandonado”, é um dos sinais positivos.

Referindo-se às pescas Serrão Santos salientou um relatório acerca das pescarias nas RUP que prevê apoios à modernização da nossa frota mas para melhorar a eficiência e a segurança sem aumentar o esforço de pesca. Na valorização da pesca, ou na procura de atividades que gerem outras fontes de rendimento  o eurodeputado destacou o empenho do Parlamento Europeu para que haja mais apoios e melhor regulamentação para a pesca turismo.

Ricardo Serrão Santos disse ainda que do ponto de vista da Investigação e das alterações climáticas os Açores têm assumido um protagonismo bastante interessante com o AIR – O centro e Investigação dos Açores.

Para o deputado “os Açores estão a concretizar o potencial para serem uma plataforma Norte-Sul e Sul-Norte para investigação na investigação dos Oceanos, Clima e Atmosfera”. Relembrou a este propósito a assinatura recente da Declaração de Belém, em Lisboa, em que a África do Sul e Brasil se juntaram à União Europeia numa plataforma de colaboração atlântica.

Em São Jorge onde Serrão Santos esteve dois dias, dedicou um dia ao mar e outro à agricultura. Reuniu com a Associação de pescadores, com uma empresa marítimo turística e com a administração da fábrica de atum de Santa Catarina e no segundo dia com a Associação de Agricultores e com a Administração da Uniqueijo.

O eurodeputado disse tratar-se de uma ilha detentora de dois ícones da produção agro industrial açoriana que merecem apoio e proteção, a fábrica de Atum Santa Catarina e o Queijo de São Jorge. Afirmou que o preço do leite, o CETA – acordo de comércio livre entre a União Europeia e o Canadá, e a questão do atum, nomeadamente a utilização noutras geografias de dispositivos de agregação de pescado que estão a afetar a sua rota migratória, continuarão na sua agenda.

GIPS / Mark Marques | Info-Fajãs

28.07.2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *