Obra de requalificação do Porto do Topo, adjudicada por mais de 6 ME (730 dias para executar) – Ilha de São Jorge

IMG_2181_InPixio

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional das Pescas, adjudicou ao consórcio Mota-Engil, Engenharia e Construção, S.A. e ETERMAR – Engenharia e Construção, S.A. a empreitada de melhoramento do Porto do Topo, na ilha de São Jorge, num investimento superior a seis milhões de euros.

Após a análise pelo júri do concurso das três propostas apresentadas, a empreitada de melhoramento do Porto do Topo foi adjudicada a este consórcio, com um prazo de execução de 730 dias.

O consórcio tem agora que apresentar até 8 de maio os documentos necessários à celebração do contrato, que será depois remetido à Secção Regional dos Açores do Tribunal de Contas para emissão de visto prévio

A empreitada prevê a construção de um molhe-cais com cerca de 60 metros de comprimento, dispondo de uma frente acostável com cerca de 40 metros de comprimento, bem como a construção de uma ponte de acesso ao molhe-cais, de betão armado.

Será também feita a repavimentação do cais atual e a sua ampliação em cerca de 36,5 metros, estando prevista a construção de uma rampa varadouro, com 20 metros de comprimento e 7,5 metros de largura, e ainda um terrapleno com uma área de cerca de 1.200 m2, pavimentado com laje de betão.

Com esta intervenção no Porto do Topo, o Governo dos Açores pretende dotar esta infraestrutura portuária de condições de segurança e operacionalidade para os seus utilizadores, conferindo, através do molhe-cais, abrigo interior para estacionamento das embarcações em flutuação, o aumento da zona acostável para operações de carga e descarga de pessoas e bens e a criação de terrapleno que permite, em condições adversas do estado do mar, o estacionamento em seco de forma segura.

O Conselho de Governo aprovou em setembro de 2017 a resolução que autorizava a abertura de um novo procedimento para a adjudicação da empreitada de melhoramento do Porto do Topo, com o valor base de 5,2 milhões de euros.

Neste sentido, foi inscrita uma verba superior a 1,8 milhões de euros no Plano para este ano.

GaCS/GM / Mark Marques | Info-Fajãs

28.04.2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *