D. MANUEL MARTINS – Profeta da Esperança e construtor da Justiça! – (Padre Alexandre Medeiros)

37602537_10212136005500930_6928576237577175040_o

O lançamento do livro “Testemunho de duas vidas compartilhadas”, da autoria do presidente da Cáritas Portuguesa, professor Eugénio da Fonseca, é o pretexto para trazer à nossa Carta Familiar, a história de vida e a caminhada de fé, do primeiro bispo da diocese de Setúbal, D. Manuel da Silva Martins.

Nasceu em Leça do Balio, no distrito do Porto, a 20 de janeiro de 1927, no seio de uma família profundamente cristã, de quem recebeu uma esmerada formação.

Na juventude frequentou os seminários da diocese do Porto e, depois de ordenado sacerdote, a 12 de agosto de 1951, foi aluno da Universidade Gregoriana, em Roma, formando-se em Direito Canónico.

  1. Manuel Martins foi formador do seminário do Porto e pároco de Cedofeita, uma freguesia situada no coração da Cidade Invicta.

A 16 de julho de 1975, o Papa São Paulo VI vai chama-lo para ser Bispo de Setúbal. D. Manuel recebe a Ordenação episcopal, na catedral sadina, a 26 de outubro, sob fortes protestos populares, incendiados por grupos políticos radicais.

Seguindo os passos do Bom Pastor, D. Manuel Martins sempre quis estar ao lado do seu Povo, defendendo sobretudo os pobres e os injustiçados por políticas laborais desumanas.

Foi a Voz dos sem voz, não poupando na firmeza das palavras e na coragem da convicção, quando se tratava de defender os Direitos Humanos, negados aos milhares de trabalhadores mal pagos, em tantas fábricas e empresas, que então proliferavam na sua diocese de Setúbal.

Pessoalmente, tive a graça de conhecer e de privar, muitas vezes, com o D. Manuel. Acolhi-o na Ilha do Corvo, a 16 de julho de 2006! Aceitou – prontamente – substituir-me durante as férias e durante 15 dias foi pároco, na mais pequena parcela dos nossos Açores.

Da nossa amizade fecunda fica a boa memória da humildade e da simplicidade do Bispo Manuel, da sua constante preocupação pelos irmãos mais desfavorecidos e pelo seu Amor Maior ao Evangelho de Cristo e à Sua Igreja.

  1. Manuel da Silva Martins é – com toda a certeza – um exemplo luminoso e inspirador, do Padre que procuro ser, cada dia!

Partiu para o Céu, a 24 de setembro de 2017, convertendo-se numa estrela brilhante a iluminar para sempre o firmamento da Igreja e da Humanidade.

Padre Alexandre Medeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *